Saiba um pouco mais sobre "Mergulho"

O mergulho é um dos esportes radicais que mais cresce no Brasil. Essa técnica permite desvendar maravilhas e mistérios do mundo submerso. Confira a matéria!

O mergulho hoje é muito procurado como alternativa de combate ao estresse por executivos e profissionais das mais diferentes áreas de atuação. Além disso, permite que crianças de mais de 12 anos e portadores de algum tipo de deficiência, possam descobrir e conviver com as maravilhas do mundo submerso.

O mergulho é dividido em duas modalidades, livre e autônomo. No mergulho livre se prende a respiração para mergulhar, enquanto no autônomo é usado o SCUBA (self-contained underwater breathing apparatus) para respirar.

Recomenda-se que atividades de mergulho com SCUBA (self-contained underwater breathing apparatus) se iniciem no mínimo com 12 anos. Para os menores, existem cursos como o Bubblemaker, indicado para as idades de 8 a 9 anos, e Junior Open Water, para pré-adolescentes de 10 a 14 anos. Já para quem apresenta algum tipo de deficiência é necessário um treinamento apropriado.

Assim como para dirigir é preciso a carteira de motorista, para mergulhar não é diferente, é necessário que seja certificado. Para isso, basta realizar um curso básico de mergulho e se aventurar. O curso básico é o primeiro passo para o contato com o mundo submerso. Nele você aprende sobre o mundo subaquático, sobre a fisiologia do mergulho e também sobre os equipamentos e como manipulá-los em baixo d'água. Além, é claro, de desenvolver todas as habilidades para poder praticar o mergulho com segurança.

Não existem leis que regulamentem o mergulho recreacional no Brasil. Porém, quando se aluga um equipamento ou quando se faz um mergulho embarcado, a credencial é exigida. É praticamente um consenso entre os centros de mergulho e operadoras, tanto para controle e organização quanto para segurança.

Existem várias organizações que certificam mergulhadores, porém as mais conhecidas no Brasil são a PADI e a PDIC. Para ter uma idéia, a PADI é responsável pela certificação de 55% dos mergulhadores de todo o mundo e 70% nos Estados Unidos.

Existe uma extensa variedade de pontos de mergulho, seja para mergulhadores de águas abertas ou não para a prática desse esporte em nosso país. Alguns exemplos são em Recife, no Pernambuco, que se considera a capital do naufrágio, Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro, a capital do mergulho, e Bonito, no Mato Grosso do Sul, do mergulho em cavernas. Outras excelentes opções são em Santos, SP, Itanháem, SP, Ubatuba,SP, Ilha Grande no RJ, Paraty no RJ, Ilhabela em SP, Abrolhos na Bahia, entre outros.